MATÉRIA EM JORNAIS

Para visualizar o conteúdo basta clicar nos links abaixo:



FOLHA DO ES


ONG animal pede socorro em Cachoeiro de Itapemirim


2.8.2012 - Redação
O amor incondicional da costureira Márcia Liverani e de seu esposo, o comerciário Náldio França, pelos animais levou o casal a recolher cães e gatos abandonados pelos seus donos ou os bichos perdidos que aparecem na porta da residência deles,  em Cachoeiro de Itapemirim-ES.
As adoções foram se acumulando e, em dois anos, o número de animais passa de 40. As dificuldades para mantê-los alimentados e tratados, quando aparece algum problema de saúde, também se acumulam já que o casal não dispõe de recursos suficientes para a manutenção dos animais. Na esperança de conseguir ajuda da população cachoeirense, Márcia criou uma página na rede social Facebook “Animais Carentes Cachoeiro de Itapemirim-ES – Protetores de Animais Cachoeiro”.
Com fotos e fatos sobre maus-tratos aos animais, a responsável pela publicação busca auxílio e conscientizar as pessoas para a posse responsável dos bichos. Enquanto sonha, mesmo a longo prazo com a construção de um abrigo, ela pede contribuição para alimentar a bicharada cuidada por ela. “Até mesmo resto de material de construção serviria para que a gente pudesse providenciar uma tapagem no quintal, o que protegeria ainda mais os animais”, disse
“Estamos precisando de remédio para vermes (gatos e cachorros) e também do remédio Ivermectina 30 mg (REVECTINA), que poder comprado em farmácias. Vitaminas e remédios humanos (alguns) podem ser usados em animais. Também estamos precisando de materiais de limpeza, como vassoura, sabão em pó e desinfetantes e, é claro, ração. Nosso telefone é (28)9883-7620 CONTA AGENCIA 0171 – Caixa Econômica - POUPANÇA 00193414-0”, apela a responsável
Confira no jornal:



ONG promove feira para doação de animais, no Caiçara, em Cachoeiro


23.11.2012 - David Dal'rio

Neste sábado (24), no estacionamento do Perim Center, na Avenida Jones dos Santos Neves, no bairro Caiçara, acontecerá uma feira de doações de animais, de 10h às 18h. No local haverá lojas para compra de acessórios e roupas oficiais da Animais Carentes Cachoeiro de Itapemirim (Acaci). O objetivo é arrecadar fundos para a construção do primeiro abrigo para animais abandonados de Cachoeiro de Itapemirim.

Voluntários da Acaci estarão recebendo doações de rações. Já quem quiser adotar um bichinho, estarão disponíveis cerca de 17 animais, entre gatos e cachorros, vindos da entidade e mais 10 de protetores associados.

Os filhotes para doação já estão vacinados e vermifugados e os adultos são castrados. Quem tiver interesse em adotar um animal, basta comparecer ao local levando um comprovante de residência e documento pessoal com foto.

Toda renda será revertida para Associação, que espera castrar mais animais e começar a construção do lar para os abandonados. “Não suportava mais ver animais abandonados e maltratados em Cachoeiro”, diz Marcia Liverani, fundadora da organização.

Marcia tem ainda ambição de um dia fazer a cidade ser referência, em nível nacional, no cuidado aos animais.

O grupo já possui um projeto que será apresentado em fevereiro de 2013. A câmara municipal, para a criação de um hospital para bichos. Para o inicio do novo ano letivo, o grupo pretende, com fins próprios, apresentar uma cartilha de conscientização sobre os maltrato aos animais.

“Não aceitamos o funcionamento da Zoonose, deveria ser um PA para animais”, disse Marcia.

Confira mais notícias no portal folhadoes.com








VIA ES

Acaci realiza Feira de Adoção de animais em Cachoeiro

Serão cerca de 30 animais entre cães e gatos em busca de um lar


Icon


O grupo de protetores Animais Carentes de Cachoeiro de Itapemirim – Acaci – realizará no próximo dia 24 de novembro, a partir das 10h, no estacionamento do Perim Center sua primeira feira de adoção de animais. Serão cerca de 30 animais entre cães e gatos em busca de um novo lar. Todos os animais foram resgatados das ruas ou vítimas de maus tratos, que tiveram uma nova chance ao chegarem ao grupo. Eles serão doados vermifugados, vacinados e em alguns casos, castrados.
Os interessados em adotar devem ser maiores de idade, irem ao local munidos de documentos pessoais com foto e comprovante de residência em nome da mesma pessoa que deseja adotar.
“Lá, a pessoa passará por uma entrevista com os protetores que irão avaliar se o interessado tem condições de assumir as responsabilidades de um animal em sua casa. Entre elas, verificaremos se o interessado tem local adequado, tempo e disposição para dar a atenção que o animal precisa, além é claro, de manter seu bem estar durante seu tempo de vida, que é em média de 12 anos. São cuidados mínimos que devemos ter para que eles tenham uma nova e boa vida”, assinala uma das protetoras voluntárias, Elisangela Teixeira.
No dia da feira, a Acaci também fará campanha de conscientização contra maus tratos a animais, divulgando as leis de proteção, além dos números para denúncias e ainda receberá doações de ração, medicamentos, materiais de limpeza e fará a venda de camisas do grupo, peças de vestuário feminino e também roupinha de animais a preço de custo. Todo material e renda obtida serão revertidos para os cuidados com os animais acolhidos pelo grupo.
Serviço:
I Feira de Adoção do Animais Carentes de Cachoeiro de Itapemirim – Acaci
Dia: 24/11/12
Horário: 10h às 18h
Local: Estacionamento do Perim Center (em frente ao Café Campeão, próximo ao trevo do BNH)



JORNAL O FATO


Cães maltratados ganham novo lar

E-mailImprimirPDF
A primeira feira do grupo Animais Carentes de Cachoeiro de Itapemirim (Acaci) teve resultados positivos, segundo a organização. O objetivo da ação, que aconteceu no estacionamento do Perim Center, na Avenida Jones dos Santos Neves, além de conscientizar sobre a responsabilidade da adoção foi arrecadar fundos para a manutenção das atividades e construção do primeiro abrigo para animais abandonados no município. Todos os seis cães, vermifugados e vacinados, foram adotados logo pela manhã. Segundo a presidente da Acaci, Márcia Liverani, o grupo necessita do apoio da população para custar o tratamento dos animais encontrados nas ruas em situação de abandono e maus tratos. Jessé Rodrigues foi ao local e adotou a cadela apelidada de Bombom. O animal, segundo os organizadores, foi encontrado envenenado no bairro Otto Marins. Recuperada, o mascote ganhou um novo lar. “Acho muito importante ações como estas. Amo cachorros. Já tenho três em minha casa”, revela Rodrigues. Márcia revela os próximos projetos do grupo - um abrigo para animais abandonados e a confecção uma cartilha educativa para distribuir nas escolas municipais, em fevereiro.


Curtir esta página · 22 de novembro de 201

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A ACACI agradece a sua colaboração.